29 de dezembro de 2007

Internet periguet


A internet está para a solidão assim como a faca está para o queijo. E, se o mal do século é essa mesma solidão, conforme o poeta Russo, ("cada um imerso em sua própria arrogância esperando por um pouco de afeição". Verdade), nada mais cruel com o coração do que a dita cuja e seus seguidores. Na desculpa de aproximar as pessoas, ela cria abismos e montanhas, por vezes, instranponíveis. É tudo tão simples, prático, indolor: liga o PC e...boom! Tá lá online o homem da sua vida, que, claro você ainda não teve a chance de conhecer de verdade; ao menos não os defeitos. Mas quem liga pra defeitos? Deixa isso pra depois que se aproximarem fisicamente...e quando será mesmo? Ah, vamos ver as tarifas promocionais da GOL. Nããããão, ela não está online, logo saiu com aquele amiguinho dela, que de gay não tem nada. Rá, essa vagabunda tá pensando que é quem pra deixar esses recadinhos melosos? Por isso ele não me chamou...saiu com a quenguinha! Quem é esse filho da puta que comenta no blog dela com a maior intimidade? Dá o fora, porra; deixa minha mulher! Não, não é minha namorada; não, nunca nos falamos a não ser pelo chat...ah, vai, minha sim! Não, não dá pra conversar numa boa contigo; melhor pararmos de nos falar; pronto, acabou! ...
Não fosse o msn, talvez as pessoas se esforçassem mais pra se encontrar e talvez valesse a pena não se contentar com pouco. Não existisse o orkut, menos corações seriam partidos na descoberta de cabeludas traições ou na leviandade daquilo que parecia ser amor. Pessoas cegas, mas felizes. Desinformadas, mas bem servidas. Menos nóia, menos mal-entendidos; menos interpretações loucas sobre o que se vê e se lê. Talvez até mais sexo. E sorvete no domingo. Quer namorar comigo? Só se você botar no status do orkut, claro. Ah, e tem que ter foto casalzinho no perfil e depoimento apaixonado. Se não estivesse tão escancarada a agenda "Dias diferentes, gatas alternadas" dele, eu continuaria achando que estava interessado em mim. Ah, menina, relaxa; se não houvesse o orkut, irias superdimensionar os sentimentos dele, te tornarias uma tabacuda apaixonada e ainda comprarias gato por lebre. É, santa internet! Volta pro mar, oferenda! E ainda reclamam de solidão, de que não acham alguém pra compartilhar a triste vida. Deve ser aquela coisa: "vou esperar pra ver se aparece alguém melhor". Quem espera sempre alcança. Só que poucos esperam. E quem vier se queixar de estar só pra mim de novo mando arrumar uma lavagem de roupa, um cachorro pra dar banho ou um blog pra escrever asneiras!

15 comentários:

eu e meu amigo do surf... disse...

"essa vagabunda tá pensando que é quem pra deixar esses recadinhos melosos? Por isso ele não me chamou...saiu com a quenguinha!"
Tem dia q essa é a única verdade do meu dia: saiu com a quenga do SURFE.Pô, Renata, essa internet me deixa cada vez pior, dei um passo pra frente, aí, só basta um recado, uma foto, pra meu bom senso ir pegar outro freguês... e pimba,faço merda. Ciúme? Não. Competitividade? pode ser. Mas a maledita e dita net me faz saber demais. bjs

=) tu sabe quem sou,né?kkkkkkkkkkk
bjocas

Wladmir P. disse...

Mas é tão bom escrever asneiras...

Bjos

Renatinha disse...

Claro q sei, senhora! E é das minhas. Bem fuçadeira. Pois dá ódio mesmo ver as periguetes virtuais se melando pros seus pretendentes ou qq coisa do tipo. Brochante. Bjos, linda.

Wlad, escreve mais asneiras tb, oras. Mas nem se faça de tão demente assim...humpft. =*

nobody disse...

Encontrei um mói de gente nesse post... e eu devo ser aquela que dá banho no cachorro!
Amiga do surf: a competitividade é a força motriz da "vida nova".
wlad: Nem se faça de tão demente assim - parte 2.

beijo em todos!!!

CresceNet disse...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.

Anônimo disse...

Ô seu wlad...

Renatinha disse...

Hahahahahahahahaha. Vcs são demais! E Wlad virou Cristo! (tome, bichinho!)=***

Anônimo disse...

esses putos usam o pau pra amar, o coração deles é a rola.

nobody disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Adoro anônimos!

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
PAU=ROLA!!!
Bendito seja os anônimos!!!

Renatinha disse...

Meu Deus, tô chó! hahahahahahaha. Vivam os anônimos então!

Gilgomex™ disse...

texto delicioso de ler...

e eu odeio estado civil orkutiano.

é só reparar.
uma menina está lá como solteiro (a), e tem fotos dela na festa da Maria, beijando o Zé, o Jonas, O Antônio, o Zé de novo, numa fotinha em que parecem um casal apaixonado, mas tá escrito: Meu migo quiriduuuuuu.

passa uma semana, tá escrito "namorando".
já tem bem menos fotos no álbum.
o Zé já era.

mais uma semana, tem uma foto dela com o namorado e escrito Casado (a). (odeio esse tipo de foto, pq quando um faz níver, eu não sei qual é... nunca mais dei parabéns pra casal nenhum...)

mais uma semana e tá lá escrito solteiro (a).
o Zé tá de volta ao álbum, e agora acompanhado de copos de cerveja, e de frases como: Agora é que sou feliz. O mundo não acabou, o que acabou foi minha paixão. Foi bom, pra ele, mas acabou. Agora é que eu vou viver. e coisas assim...

Mas a internet ainda é sensacional apesar de tudo.

PS: desculpe por ter criado um post nos seus comentários... rs

Renatinha disse...

Ah, adorei. kkkkk. é assim mesmo =)

Breno disse...

Porra, total sendo vítima do cyber periguetismo. Uma barra.

Leonardo Almeida disse...

Me parece ser um tanto quanto pessoal esse entusiasmo revoltante em descrever esses fatos aí, mas o pior é que o lance é assim mesmo :)

bom texto, curti pacas :D