21 de julho de 2008

Nada


Como procurar pela alma
Se faltam ainda as cores? Onde?
Tento, em vão, distinguir o sal
Mas é só água do mar...
Antes fossem lágrimas.

A chama morna não trepida, fumaça.
Fumaça? Também ela é inodora.
Antes exalasse terrível odor sufocante.

Só incomodam (ainda) os cigarros
E os 'despertares' de madrugada.
Só me comove a infância...
Todo o resto é nada.

4 comentários:

Venus in Furs disse...

Passa no meu blog e completa.

Paranóia Ululante disse...

Nate! Se olhares isso antes, ou tiveres alguma dúvida me liga.


Marcamos a data.
Dia 30/07 às 14h
Te amooooo!

nobody disse...

babe, o vazio faz parte tb.
ele deixa a vida respirar nos intervalos.

bejus, amora.

Marcelo disse...

Uia, gostei. Com a permissão (ou não) de "nobody":

"babe, o vazio faz parte tb.
ele deixa a vida respirar nos intervalos." [2]

Mas solte o plexo e converta isso tudo pra coisas boas; escrever, por exemplo.